24 ago

A vocação comercial da Francisco Derosso

Concentração de casas comerciais substituiu as residências familiares ao longo da via. Trânsito e barulho intenso são principais problemas da Derosso. | Brunno Covello / Gazeta do Povo

A vocação comercial da Francisco Derosso

Um dos principais eixos de ligação para a região sul, a via corta os bairros Xaxim, Boqueirão e Alto Boqueirão oferecendo uma diversidade de produtos e serviços

Uma sucessão de lojas que oferecem uma infinidade de produtos e serviços. Assim pode ser descrita a Rua Francisco Derosso, um dos principais eixos de ligação na região sul de Curitiba que, com 6,6 quilômetros de extensão, corta os bairros Xaxim, Boqueirão e Alto Boqueirão, começando na Linha Verde e terminando no limite de Curitiba com São José dos Pinhais.

Proprietário da Outrasul Imobiliaria, a qual funciona na região há 30 anos, ele aponta a década de 1980 como o marco de início das transformações do endereço, momento no qual os bairros cortados pela Derosso teriam passado a ser reconhecidos como parte integrante de Curitiba. “Antes desta década, a BR-116 [atual Linha Verde] era vista como um muro. Depois dele, era como se existisse uma outra cidade’, conta.

O maior desenvolvimento, e o consequente aumento do fluxo de pessoas e de veículos, funciona como uma espécie de retroalimentação da veia comercial da Derosso, na opinião do empresário José Roberto Jahn. Dono de uma bicicletaria no endereço há mais de duas décadas, ele conta que já viu muitas famílias se mudarem em decorrência do barulho e do movimento da via, fazendo com que as casas deixassem de abrigar residências para se transformarem em endereços comerciais. “A loja de automóveis do outro lado da rua, por exemplo, era a casa de um antigo cliente que trazia os filhos para comprar bicicletas”, recorda.

A representante comercial Mari Terezinha Golenia Kovalski, moradora da região da Derosso há 43 anos, também vê no trânsito um dos principais problemas da via, em decorrência dos frequentes acidentes que acontecem em sua extensão. Tal fato não supera, no entanto, os benefícios que o endereço traz para o seu dia a dia ao abrigar a escola do filho, de nove anos, e proporcionar que ela resolva quase todas as tarefas de rotina na própria vizinhança. “É raro eu ter que ir ao Centro, pois tudo o que preciso encontro aqui”, resume.

 

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/imoveis/a-vocacao-comercial-da-francisco-derosso-79g4avaxg4yc9ec4sh0tmik0k

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>